PortugueseEnglishSpanish

Vale a pena reprogramar carros populares?

Strike Brasil

Strike Brasil

Be different.

4 min. de leitura

A reprogramação de veículos vem se tornando cada vez mais popular, permitindo que diversos públicos passem a extrair mais eficiência de seus veículos, mas será que vale a pena reprogramar carros populares?

Sendo muito comum o processo de reprogramação em veículos esportivos e em competições, é normal questionar se o procedimento faz sentido para carros do dia a dia.

Então, continue lendo e entenda se vale a pena (ou não) reprogramar carros populares!

O que é a reprogramação de carros?

Quando se diz em reprogramar carros populares, ou remap, significa em realizar modificações, majoritariamente, no software da Central de Injeção Eletrônica (na sigla em inglês, ECU).

A ECU controla eletronicamente diversas partes do veículo. Dentre suas funções, a central controla os parâmetros dos motores.

Acontece que, na fábrica, os veículos são programados para atuarem dentro de uma faixa definida pelas montadoras, que é abaixo da real performance que o motor pode entregar.

Dessa maneira, com o equipamento e conhecimento necessário, é possível alterar as configurações de fábrica e “liberar” mais potência e torque. Vale destacar que reprogramar carros populares envolve alterações de software, ou seja, não precisa de alterações na parte mecânica.

Aliás, essa reprogramação não é única dos carros populares. Na verdade, o remap é muito comum em veículos esportivos e agrícolas, por conta dos seus ganhos em eficiência e performance.

Como funciona para reprogramar carros?

O remap de veículos envolve acessar o software da Central de Injeção Eletrônica para poder realizar alterações nas configurações. Para tanto, é necessário softwares específicos e desenvolvidos especialmente para isso.

Por ser tão importante, a Strike Brasil conta com softwares desenvolvidos por uma equipe europeia e segue o padrão de qualidade europeu.

De todo modo, para reprogramar carros populares as etapas, em geral, são:

  1. Remoção da ECU do veículo;
  2. Com equipamento específico para isso, a central é conectada a um computador para que seu software seja acessado;
  3. Com o software aberto, realizar as alterações somente nos parâmetros desejados e dentro dos limites possíveis;
  4. Após as modificações, podem ser realizadas  baterias de testes no dinamômetro, equipamento específico com diversos sensores para certificar a qualidade do serviço.

Importante ressaltar que todas as modificações precisam ser realizadas por especialistas. Do contrário, o motor pode ser danificado ou ter problemas de performance por configurações erradas.

Também vale destacar que nem todo remap é igual. Existem duas categorias de reprogramação, mas suas definições mudam conforme cada empresa de performance automotiva.

Remap Stage 1 e 2

Antes de mais nada, é importante dizer que a especialização faz toda diferença. Por isso, nem todo remap é igual, uma vez que precisa de uma combinação de tecnologia, equipamentos e conhecimento para oferecer um serviço de qualidade e seguro.

Em segundo lugar, para reprogramar carros populares é possível escolher entre duas categorias, chamadas de Stage 1 e 2:

  • Stage 1: oferece ganhos em potência e torque através de modificações puramente em software, ou seja, sem alterações na parte mecânica do veículo;
  • Stage 2: permitindo atingir maiores ganhos em performance, o Stage 2 envolve algumas modificações mecânicas para extrair o máximo do motor.

Como mencionado anteriormente, a performance entregue em cada Stage pode variar dependendo da empresa escolhida para o serviço.

Os benefícios de reprogramar carros populares?

Quais os benefícios de reprogramar carros populares?

Um dos benefícios claros ao reprogramar carros populares é o ganho de potência e torque. Por exemplo, o aumento em potência partem dos 15% e o ganho em torque pode atingir os 65%.

Nesse sentido, o remap ajuda que diferentes modelos tenham ganhos incríveis em potência, agradando especialmente o público entusiasta.

Entretanto, há outros benefícios que a reprogramação proporciona e que faz esse processo ser recomendado para qualquer veículo e para caso todos as pessoas:

1. Eficiência

Primeiramente, reprogramar carros populares também ajuda a melhorar a economia de combustível. Ainda que esses veículos costumam já ser mais econômicos que outras categorias, é possível extrair ainda melhores resultados.

Ao passo que o motor responde melhor aos comandos do motorista, pois o arranque e aceleração é melhor, e usará menos combustível para que o carro desenvolva.

2. Segurança

Sim, reprogramar carros populares também melhora a segurança durante as viagens!

Acontece que com os ganhos em potência e torque, os veículos conseguem arrancar e acelerar em menos tempo. Em rodovias, por exemplo, isso torna ultrapassagens muito mais seguras, reduzindo chances de colisões.

Ter uma rápida resposta do motor também é importante para a direção defensiva. Afinal, o veículo responderá rapidamente a qualquer comando do motorista, o que ajudará a reduzir acidentes e colisões.

3. Dirigibilidade

A melhor resposta ao reprogramar carros populares também melhora a dirigibilidade e a experiência ao dirigir.

O remap poderá deixar a direção muito mais leve e confortável. Além disso, em empresas sérias, esse processo não é apenas alterar o software apenas buscando maior torque e potência. Na verdade, envolve toda uma análise para extrair a performance e a experiência perfeita para cada motorista.

Enfim, vale a pena reprogramar carros populares?

Avaliando as vantagens, faz muito sentido reprogramar carros populares, uma vez que é possível ter uma melhor resposta do carro dentro da cidade e nas estradas.

Com menor tempo de arrancada e aceleração, isso aumenta a segurança em ultrapassagens, por exemplo.

Além de oferecer maior economia de combustível, que nas situações econômicas atuais, a economia pode fazer uma grande diferença no orçamento.

Importante estar atento à empresa que realizará o serviço. Reprogramar carros populares não é algo simples. É necessário equipamentos e profissionais especializados para realizar alterações sem causar danos ao veículo.

O risco do remap está na inexperiência, uma vez que erros na reprogramação podem fazer o sistema travar e até precisar ser totalmente substituído.

Somente uma empresa especializada é capaz de entregar alta performance com a correta calibração. Do contrário, o aumento em potência e torque poderá ocasionar graves consequências na vida útil do veículo. .

Então, na hora de reprogramar seu veículo para tirar proveito de melhor performance e eficiência, conte com os serviços especializados da Strike Brasil, a maior empresa de performance automotiva da América Latina!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Leia também

RECEBA NOVIDADES

Receba as mais recentes atualizações, novidades e-books gratuitos da Strike Brasil no seu e-mail.

LEIA TAMBÉM...