PortugueseEnglishSpanish

Lanterna de neblina traseira: para que serve e como NÃO utilizá-la

Você conhece a lanterna traseira de neblina de seu veí­culo? Se não, leia este artigo. Se sim, não seja o infeliz que utiliza ela de maneira errada!
Strike Brasil

Strike Brasil

Be different.

Não confundir: não temos absolutamente nada contra utilizar os faróis de neblina dianteiros do veículo em situações em que não haja neblina -por mais que tenham sido desenvolvidos para tal fim-, pois ajudam na iluminação das vias.

Estamos falando da lanterna TRASEIRA de neblina. Sabe aquela que tem a mesma intensidade da luz de freio, mas fica ligada constantemente?

Esta lanterna, que geralmente é ligada ao se puxar o “segundo degrau” do botão do farol de neblina, foi desenvolvida para situações de neblina/névoa extremamente densa (há também quem defenda [nós, por exemplo] o uso para situações de chuva intensa), porém vários motoristas a utilizam pelo simples fator estético, não levando em conta o incômodo dos outros motoristas.

Modere na utilização

A lanterna de neblina traseira é utilizada com o intuito de ajudar em condições adversas (chuvas e neblinas), por isso sua intensidade é similar às da luz de freio.
Isso significa que ela não pode (nem deve) permanecer ligada sem que tais condições climáticas estejam presentes. Quando isso ocorre, os veículos que estão atrás acabam sendo muito prejudicados com a luz intensa e fica pior quando está garoando ou chovendo levemente (sem neblina), com a refração da luz nas gotas de chuva e no spray d’água  que levanta do asfalto, quem vai atrás fica praticamente sem visão.

Como identificar se a luz de neblina traseira está ligada

Na imagem abaixo, mostramos como a luz de neblina é identificada no painel de instrumentos do veículo: amarela e bem chamativa. Lembrem-se dos semáforos, onde o amarelo representa atenção.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Leia também

LEIA TAMBÉM...

Fale com a gente no WhatsApp!